desperdício de tempo

Aprenda a dizer não

Cada vez mais profissionais de todos os níveis reclamam da sobrecarga de tarefas e imprevistos do dia a dia. O volume de demandas urgentes (e urgentíssimas!) é tão assustador que nada mais parece importante. Tudo é para ontem. E o que é pior: Tudo é urgente.

Diante deste cenário é imprescindível desenvolver a habilidade de dizer não. É preciso saber identificar entre as demandas que surgem ao longo do dia quais efetivamente merecem atenção imediata e quais vão apenas ocupar tempo e energia. Dizer sim para tudo, seja por receio de enfrentar a autoridade de um superior ou apenas para evitar pequenos aborrecimentos, compromete a produtividade e a qualidade das entregas.

Administrar o tempo com eficácia implica em priorizar e investir o tempo em atividades com maior potencial de retorno. Logo, priorizar pressupõe dizer sim para algumas coisas e não para dezenas de outras. Quem diz sim para tudo não define prioridades, tampouco garante que suas verdadeiras responsabilidades e atribuições sejam realizadas.

É preciso, portanto, aprender a dizer não para o chefe, para o chefe do chefe, para os clientes, para os amigos, para os colegas e, sobretudo, para si mesmo.

Três bons motivos para dizer não

Respeito

Muitas pessoas que dizem sim para tudo querem apenas ser mais populares e admiradas. Não é o que acontece. Pessoas assim são normalmente taxadas como aduladoras, ingênuas e manipuláveis. Quando você diz um não estabelece um limite. Demonstra que é profissional, que sabe definir prioridades, que é comprometido com resultados. É assim que se conquista admiração e respeito.

Qualidade

Pessoas que dizem sim para tudo muitas vezes assumem responsabilidades que não são capazes de cumprir seja pela falta de tempo ou até mesmo pela falta de competência, afinal ninguém é competente em tudo. Quem sempre diz sim muitas vezes faz  entregas sem qualidade ou incompletas.

Equilíbrio e Resultado

Dizer sim o tempo todo é o meio mais eficaz de sobrecarregar sua agenda e gerar estresse. Estar sempre ocupado é fácil. O verdadeiro desafio é negociar adequadamente suas demandas e ocupar sua agenda e seu tempo com atividades de alto potencial de retorno.

A questão é: como dizer não para o chefe quando ele pede que você faça uma coisa urgente quando você esta no meio de outra ainda mais urgente? Ou ainda: como dizer não a si mesmo e manter a concentração no que é realmente importante?

Veja como no modelo a seguir:

Clique aqui e faça o download do arquivo em PDF deste texto.

E lá se vai mais um ano

É dezembro outra vez e você, assim como eu, já deve ter ouvido ou mesmo dito dezenas de vezes nos últimos dias aquela mesma frase de sempre: “E lá se vai mais um ano…”. Comentário meio bobo e muito obvio, pois os anos, como o tempo, passam e tudo mundo sabe disso.  Por outro lado os finais de ano costumam provocar uma série de questionamentos e inquietações saudáveis em um tantão de gente. É uma época propicia para filosofar sobre a vida e perguntar para si mesmo “o que tenho feito do meu tempo?”.  Este seu ano que passou foi intenso, bem vivido e produtivo ou apenas um amontoado de trezentos e poucos dias desperdiçados com futilidades, magoas, reuniões inúteis, emergências sem sentido, posts melosos no facebook e sites de fofocas?

Tenho comigo que ter medo da morte é uma bobagem sem propósito, pois, sendo obvio outra vez, mais cedo ou mais tarde todos vamos morrer. Mas, confesso, tenho um medo imenso de não viver.  De, como dizia Nietzsche, viver uma vida não vivida, uma vida sem sentido, sem propósitos, vazia. É lamentável, mas os finais de ano despertam um sentimento amargo de vida não vivida em muita gente.  Vivemos uma epidemia de falta de tempo. Somos todos cada vez mais ocupados e atarefados.  Porem viver sempre ocupado e sem tempo não implica, necessariamente, em viver uma vida plena. Não basta estar ocupado. A questão é: O que ocupa o seu tempo?  Tempo é um recurso.  Um recurso indispensável, raro e não renovável. Precisamos de tempo para tudo e quanto mais o tempo passa menos tempo temos. Prá lá de obvio mais uma vez, mas parece que muita gente ainda não se deu conta disso. Alguns poucos utilizam este recurso com inteligência e bom senso. São organizados e responsáveis. Constroem uma vida saudável e produtiva. Tem tempo para si, para a família, para os amigos, para o trabalho e para vida. Praticam esportes, leem, viajam e constroem.  A maioria, tenho certeza, são apenas ocupados. Muito ocupados. Vivem sempre correndo, não cuidam da saúde, não tem tempo para a família e para os amigos. Trabalham demais e são extremamente improdutivos.  Preenchem a jornada de trabalho com cafezinhos, conversa fiada e e-mails com cópias para toda a empresa. Acreditam que são vitimas das circunstâncias e que não é possível viver de outro jeito. De certa forma estão certos, pois vivemos pela soma das nossas crenças.  Vivem mal e morrem cedo.

É final de ano. É tempo de se dar uma chance. É tempo de renovar, de organizar a vida. Tempo de limpar as gavetas e os armários. Tempo jogar coisas fora e apagar arquivos. Tempo de reciclar.  Tempo de riscar da agenda aquelas atividades inúteis que não levam a nada. Tempo de assumir compromissos com objetivos e realizações transformadoras. Tempo de traçar planos e construir estratégias.  Tempo de comprar uma nova agenda. Tempo de presentear um amigo com uma nova agenda. Tempo de ter mais tempo e ser feliz.

Gostou deste post? Deixe seu comentário.

Desperdício de Tempo: Seis frases para refletir…

Preocupado com o desperdício de tempo?

“Há ladrões que não se castigam, mas que nos roubam o mais precioso: o tempo”.
Napoleão Bonaparte, imperador francês (1769-1821).

“Quem mata o tempo não é assassino, mas sim um suicida”.
Millôr Fernandes, escritor. humorista, desenhista, dramaturgo e tradutor brasileiro (1923).

“Não tenha pressa, mas também não perca tempo”.
José Saramago, escritor, poeta e dramaturgo português (1922).

“A vida já é curta e nós a encurtamos ainda mais desperdiçando o tempo”.
Victor Hugo, escritor e poeta francês (1802-1885).

“Perder tempo desagrada mais a quem mais conhece o seu valor”.
Dante Alighieri, escritor, poeta e politico italiano (1265-1321).

“Já observei que muitas pessoas progridem durante o tempo que outras perdem”.
Henry Ford, empresário norte americano (1863-1974)